Grupo Vieira da Cunha
Parcialmente nublado

Tempo hoje

Min 9 / Max 20 +mais
Edição Impressa

Fórum do Leitor

Veja o que os leitores do Jornal do Povo estão comentando neste momento.

Dimas Estrázulas de Oliveira
Dimas Estrázulas de Oliveira (Campinas) em 25.09.2016 15h29
Conteúdo: "Pacote para controlar a violência nos Engenhos"
Novas leis, novas formas de criação dos filhos.... e dá nisso aí

Já comentei antes em outras situações..... essa gurizada de hoje perderam o respeito por tudo e por todos...; não respeitam mais os pais e, estes não educam mais como antigamente..; não respeitam os professores que hoje talvez por vários motivos além de salário permitem na sala de aula (bagunça, celular, etc...); as leis que norteiam como se deve educar os filhos..... um puxão de orelha?? Mas nem pensar.... ; dizer não?? Báh, vai traumatizar a criança..... ; a falta de punição pelos delitos.. (ahh mas são coitados, vítimas do mundo que não os deu chances...) piada! No meu tempo de guri não tinha essa e conheci vários colegas/amigos que vieram de situações de dificuldade e que foram em frente ao invés de virar bandido. Hoje é tudo pelo mais fácil... e roubar, matar, é mais fácil que correr atrás de um trabalho, mesmo que pouco remunerado inicialmente mas é mais fácil.... ;

Expandir +comentar
Dimas Estrázulas de Oliveira
Dimas Estrázulas de Oliveira (Campinas) em 25.09.2016 15h29
Conteúdo: "Brigada Militar prende suspeito de tráfico na zona norte"
Estamos mal...

Chegando em Cachoeira para assumir um ponto de tráfico?? Mas é brincadeira..... parece a notícia de alguém sendo transferido, à trabalho... .

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 25.09.2016 15h29
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
TCU propõe bloquear bens de Dilma, leia ''esquerdinha caviar quem'' é a coitadinha da tua ''idala''

Relatório do TCU (Tribunal de Contas da União) pede que ex-integrantes do Conselho de Administração da Petrobrás, entre eles a ex-presidente Dilma Rousseff, sejam responsabilizados e tenham os bens bloqueados por perdas na compra da Refinaria de Pasadena, no Texas (EUA).
- Resta sabermos a que ponto chega a ''ingenuidade'' dos defensores desta ''Senhora que queria estocar ventos, torcer a mandioca'', já tão atônitos pelos acontecimentos, se vão se humilharem ainda mais para defende-la?
Literalmente esta quadrilha (conforme STF) quebram o Brasil e não querem admitir nem que a vaca tussa, o vento sopre na cola e a mandioca endireite!
# O Brasil tem que mudar!
http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,tcu-propoe-bloquear-bens-de-dilma,10000077966

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 25.09.2016 12h16
Conteúdo: "Sérgio Ghignatti abre 9 pontos de diferença sobre Oscar Sartório"
Falta de Humanidade?

A fonte deve ser o SENSACIONALISTA, de novo...
Doente desde 2011, isto não impediu as falcatruas...Seletividade e relatividade moral, maraca dos lacaios e canalhas.
"Conforme mostra matéria do EGO, a filha de Guido Mantega, a apresentadora Marina Mantega se exaltou demais na comemoração da liberdade do pai durante o programa de rádio “Pânico”, da Jovem Pan, nesta quinta-feira, 22, logo após ser noticiada a revogação da prisão, por volta das 12h30.
O ex-ministro da Fazenda havia sido detido pouco antes das 8h – em uma ação da 34ª fase da Operação Lava Jato – e liberado após o juiz Sérgio Moro revogar a prisão temporária.
Na empolgação, ela deixou escapar que a madrasta não estava sendo operada na ocasião da prisão do pai, como foi noticiado.
“Não sabia que a Eli estava no hospital, fiquei sabendo porque liguei lá em casa. Não moro com meu pai desde meus 22 anos. O que sei é que ela foi fazer uma endoscopia, não estava operando. Ela tem câncer desde 2011 e estava fazendo um procedimento”, contou."
Já dizia o Dr Enéas Carneiro:
"Socialismo fede, assim como seus representantes! A esquerda quer monopólio ideológico, quer eliminar qualquer um que se posicione contrariamente à sua tirania e totalitarismo. Em qualquer democracia, à rigor da palavra, existem os dois lados. Esse é o ambiente saudável que a esquerda abomina. Seguindo os ensinamentos de Antonio Gramsci, os esquerdistas só querem duas coisas: Dominação do mundo, e igualdade! Ou seja, todos vivendo na miséria igualmente e dependentes do Estado."
No mais, estes refugos ou estão fazendo vítimas, ou se fazendo de vítimas... E.... acabou a mortadela!
Falta de Humanidade é acabar com um país e ainda ter uma choldra a defender quem fez isto...Boquinha no saquinho sempre, feito bezerros mamões...

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 25.09.2016 12h17
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
No mais, recordar é viver...

Que tal, militontos e mortadeleiros????
https://www.facebook.com/BlogdoNoblatOGlobo/photos/a.512447805437252.131819.229188757096493/1477930108889012/?type=3&theater
Projetinho da sua presidanta.....

Expandir +comentar
Maurício Lara
Maurício Lara (Porto Alegre) em 25.09.2016 12h17
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
Professor, Sr Rosalvo?

´Preocupante a situação do ensino, com nível de certos "mestres" que vemos por aí!
Hora de profunda reforma no Ensino! Com Miguel Nagib, da Escola Sem Partido, com Marcel Van Hatten e os Bolsonaro!
Quanto ao fascismo, tem paspalho que é o maior fascista, segue a cartilha à risca, mas diz que são os outros...Se sabe o que é fascismo (mais estado) e quem foram os fascistas,ou é canalha, idiota, ou ainda, mal intencionado....Já bem disse Churchill que "os fascistas do futuro chamarão a si mesmos de antifascistas..."
Sr Delmar, pelo visto, tomar na retaguarda lhes causa enorme prazer, visto que continuam esperneando e negando o inegável.. Se não forem completos retardados, gostam de ser este subtipo de ser humano.
Sr Eduardo Souza, muito bem apanhado! Kkkk!
O projeto é muito bom, com certos cuidados e observações a se fazer, é claro! Tem que ser debatido.
PRESIDENTO MICHEL TEMER, eleito pelos mortadeleiros, sindicalistas e outros, está mitando! 54.101.518 votos nas nossas seguras e invioláveis urnas eletrônicas, atestadas pelo Sr Advogado do PT e Ministro Dias Toffoli, amém!
Ah! É u gólpi!!!!!

Expandir +comentar
Lecino  Ferreira
Lecino Ferreira (Chácara) em 25.09.2016 12h16
Conteúdo: "Justiça manda Facebook tirar do ar perfil do Cachoeirense Deprimido"
HUÁHUÁHUÁ

Os PTralhas estão pirados...huáhuáhuáhuáhuáhuáhuá...Em qualquer entidade civil/privada que tem PTralha tem roubo. E o que é ÓTIMO para a Nação:
- A Polícia Federal está pegando todo mundo.

CUIDADO VOCÊ que defendem o indefensável:
- Tem cadeia para todos vocês!
Huáhuáhuáhuáhuáhuáhuá...

Expandir +comentar
Edson Bonine
Edson Bonine em 25.09.2016 10h14
Conteúdo: "Reforma do ensino"
Manisfeto - contribuição séria para o debate

Professores,

Solicitamos ampla divulgação na sua escola e entre os seus contatos do manifesto abaixo, feito por importantes entidades educacionais, e que expõe as razões pelas quais são contrárias à reforma do Ensino Médio que está sendo proposta pelo Ministério da Educação. Consideramos também extremamente inadequado fazer mudanças radicais sem qualquer participação das escolas e da sociedade em geral. O uso de Medida Provisória para esta finalidade é um ato de extremo autoritarismo.

MANIFESTO DO MOVIMENTO NACIONAL EM DEFESA DO ENSINO MÉDIO

O Movimento Nacional pelo Ensino Médio foi criado por dez entidades do campo educacional – ANPED (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Educação), CEDES (Centro de Estudos Educação e Sociedade), FORUMDIR (Fórum Nacional de Diretores das Faculdades de Educação), ANFOPE (Associação Nacional pela Formação dos Profissionais da Educação), Sociedade Brasileira de Física, Ação Educativa, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, ANPAE (Associação Nacional de Política e Administração da educação), CONIF (Conselho Nacional Das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica) e CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) e foi criado no início de 2014 com vistas a intervir no sentido da não aprovação do Projeto de Lei nº 6.840/2013* . Para esse fim empreendeu um conjunto de ações junto ao Congresso Nacional e ao Ministério da Educação, além de criar uma petição pública. Destas ações resultou um Substitutivo por meio do qual, se não se logrou obter avanços, ao menos evitou-se o maior retrocesso. O Substitutivo ao PL 6.840/13 foi aprovado na Comissão Especial da Câmara dos Deputados em dezembro de 2014. Na atual conjuntura, diante da investida do Ministério da Educação em retomar a versão original do PL 6.840/2013, o Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio se vê mais uma vez convocado a se manifestar.

O Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio manifesta as razões pelas quais é contrário às proposições de reformulação presentes no PL 6.840/2013 e atualmente encampada pelo Ministério da Educação: a respeito da proposição de Ensino Médio diurno em jornada de 7 horas para todos, o Movimento Nacional pelo Ensino Médio entende que, em que pese a importância da oferta da jornada completa, a compulsoriedade fere o direito de acesso à educação básica para mais dois milhões de jovens de 15 a 17 anos que estudam e trabalham ou só trabalham (PNAD/IBGE 2011). Na mesma direção, a proibição de acesso ao ensino noturno para menores de 17 anos constitui-se em cerceamento de direitos além de configurar-se em uma superposição entre o Ensino Médio na modalidade de educação de jovens e adultos e o Ensino Médio noturno ‘regular’. A proposta para o Ensino Médio noturno com duração de quatro anos com a jornada diária mínima de três horas, contemplando o mesmo conteúdo curricular do ensino diurno desconsidera as especificidades dos sujeitos que estudam à noite, especificidades etárias, socioculturais e relativas à experiência escolar que culminam por destituir de sentido a escola para esses jovens e adultos. Do ponto de vista da organização curricular, a proposição de opções formativas em ênfases de escolha dos estudantes reforça a fragmentação e hierarquia do conhecimento escolar que as DCNEM lograram enfrentar. Retoma o modelo curricular dos tempos da ditadura militar, de viés eficienticista e mercadológico. A organização com ênfases de escolha para uma ou outra área contraria tanto a Constituição Federal quanto a LDB que asseguram o desenvolvimento pleno do educando e a formação comum como direito. A opção para o ensino superior vinculada à opção formativa do estudante retoma o modelo da reforma Capanema da década de 40 e se constitui em cerceamento do direito de escolha e mecanismo de exclusão. A proposta de opções formativas ou ênfases conduz à privação do acesso ao conhecimento bem como às formas de produção da ciência e suas implicações éticas, políticas e estéticas, acesso este considerado relevante neste momento histórico em que as fusões de campos disciplinares rompem velhas hierarquias e fragmentações. A organização curricular com base em temas transversais às disciplinas retoma o formato experimentado em período recente da educação brasileira a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais anteriores às que estão em vigência, e que se mostrou inócuo. As atuais Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM) definem o currículo, em seu Art. 6º: “O currículo é conceituado como a proposta de ação educativa constituída pela seleção de conhecimentos construídos pela sociedade, expressando-se por práticas escolares que se desdobram em torno de conhecimentos relevantes e pertinentes, permeadas pelas relações sociais, articulando vivências e saberes dos estudantes e contribuindo para o desenvolvimento de suas identidades e condições cognitivas e socioafetivas”. (Resolução CNE/SEB 2/2012). Portanto, o currículo é visto como elemento organizador das experiências significativas que deve a escola propiciar. As atuais Diretrizes preconizam que haja uma estreita relação entre o conhecimento tratado na escola e sua relação com a sociedade que o produz. Desse modo, não cabe falar em “temas transversais”, posto que todo conhecimento, ao estar vinculado ao contexto social que o produziu adquire sentido e expressão na construção da autonomia intelectual e moral dos educandos. A inclusão no último ano do Ensino Médio da proposta de que o estudante possa fazer a opção por uma formação profissional contraria o disposto nos Artigo 35 da LDB 9.394/96 e desconsidera a modalidade de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional, mais próxima da concepção proposta nas DCNEM e já em prática nas redes estaduais e federal. Desconsidera, ainda, pré-requisitos fundamentais para o aprimoramento da qualidade do Ensino Médio que vêm sendo indicados há décadas como necessários e urgentes e ainda não suficientemente enfrentados, tais como a sólida formação teórica e interdisciplinar dos profissionais da educação, em cursos superiores em contraposição às concepções “minimalistas” (Cf. Art 3º do PL 6.840 que altera o disposto no Art. 62 da LDB quanto às licenciaturas e propõe a formação por áreas do conhecimento).

A proposição recentemente anunciada pela Secretária Executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro, de oferecer um Ensino Médio comum a todos por um ano ou no máximo um ano e meio, após o que se daria a partição em opções formativas ou ênfases como justificativa para um currículo “mais flexível” mutila e sonega o conhecimento escolar para a ampla maioria dos estudantes que se encontram no Ensino Médio público. Aliada à ideia de que a educação profissional possa ser uma das opções formativas e encaminhada à iniciativa privada, essas propostas configuram um aligeiramento ainda maior do que o proposto no PL original.

O Movimento Nacional se manifesta a favor de uma concepção de Ensino Médio como educação básica, como educação “de base”, e que, portanto, deve ser comum e de direito a todos e todas. Coloca-se, portanto, contrário às proposições que caracterizam um Ensino Médio em migalhas e configuram uma ameaça à educação básica pública e de qualidade para os filhos e filhas das classes trabalhadoras. O Movimento defende, amparado nas atuais Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio que, sendo a última etapa da educação básica, se assegure a todos e todas, cidadãos e cidadãs brasileiras, o acesso a uma formação humana integral, entendida como aquela que busca garantir o pleno desenvolvimento intelectual, afetivo, físico, moral e social, com base em princípios ético-políticos que sustentem a autonomia intelectual e moral e que oportunizem a capacidade de análise e de crítica, tendo, enfim, a emancipação humana como princípio e finalidade. O Movimento Nacional pelo Ensino Médio propõe a organização de um currículo que integre de forma orgânica e consistente as dimensões da ciência, da tecnologia, da cultura e do trabalho, como formas de atribuir significado ao conhecimento escolar e, em uma abordagem integrada, produzir maior diálogo entre os componentes curriculares, estejam eles organizados na forma de disciplinas, áreas do conhecimento ou ainda outras formas previstas nas DCNEM. Por meio dessa perspectiva se é capaz de enfrentar a excessiva hierarquia e fragmentação do conhecimento escolar e contribuir com a superação das concepções reducionistas que ora entendem o Ensino Médio como preparatório para o ensino superior, ora o dirigem para a formação mais restrita para o mercado de trabalho. Na defesa do direito ao Ensino Médio como educação básica, o Movimento Nacional reitera o que consta nas DCNEM sobre a necessidade de conter o abandono e qualificar a permanência dos jovens na última etapa da educação básica. Nesse sentido, assegurar o direito à educação e caminhar em direção à universalização do Ensino Médio passa por reconhecer as múltiplas juventudes que estão na escola, sua diversidade, necessidades e direitos.

*O PL nº 6.840/2013 é resultado do Relatório da Comissão Especial destinada a promover Estudos e Proposições para a Reformulação do Ensino Médio – CEENSI e propõe alterar a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996 com vistas a instituir a jornada em tempo integral no ensino médio, dispor sobre a organização dos currículos do ensino médio em áreas do conhecimento e dar outras providências.

Movimento Nacional em Defesa do Ensino Médio

Expandir +comentar
Edson Bonine
Edson Bonine em 25.09.2016 10h14
Conteúdo: "Paço Municipal"
Entusiasmo

Bonito texto, fazia um bom tempo que o colunista um texto tão entusiasmante. Temos que pensar que nossa cidade é bela, que fizemos história e que ela precisa ser preservada. Não conseguimos recuperar tudo que o tempo e o desleixo causou, mas com vontade e persistência podemos fazer um pouco, para amenizar a amargura.

Expandir +comentar
Vilnei Garcia Herbstrith
Vilnei Garcia Herbstrith (Porto Alegre) em 24.09.2016 21h13
Conteúdo: "Justiça manda Facebook tirar do ar perfil do Cachoeirense Deprimido"
Imediata por e-mail ou correio?

Perdi a piada. Imediata exclusão por email ou por correio? Bahhhh vai ser imediata logo depois da eleição de ....2022....kkll

Expandir +comentar
Vilnei Garcia Herbstrith
Vilnei Garcia Herbstrith (Porto Alegre) em 24.09.2016 21h12
Conteúdo: "Justiça manda Facebook tirar do ar perfil do Cachoeirense Deprimido"
Mesmo sendo errado, acho difícil que o face aceite sem discussão

Embora discorde completamente de qualquer tipo de ataque a candidatos sem motivos, no anonimato ou sistemático, sou capaz d quase apostar que esta decisão (se fosse contestada, mas por quem?) não se sustentaria nem liminarmente pelo liberdade de expressão. Estranho também que o face tenha registrado um perfil com este nome. Mas não sei se a decisão vai ser cumprida. Este perfil pediu para entrar no grupo Cachoeira do Sul Pelo Mundo (quase 32 mil membros) e rejeitei só pelo título. Nem me dei ao trabalho de abrir. Vamos ver.

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 24.09.2016 20h23
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
Com a reforma do ensino médio,

É mais uma que os ''esquerdistas caviar'' tomou um pontaé direto na retaguarda.
#O Brasil está mudando, aceitem que dói menos.
https://www.youtube.com/watch?v=tBsL3wbROYs

Expandir +comentar
ivair da silva machado
ivair da silva machado (Cachoeira do Sul) em 24.09.2016 20h23
Conteúdo: "Time ACCE chegou em seis finais nos 1.000 metros em Curitiba"
acce

isso que e projeto que o povo de cachoeira vê resultado por que alguns que conheço vê o interesse dos cordeadores e e bom ficarem quietos , por que não vão gostar de ouvir .

Expandir +comentar
Eduardo Souza
Eduardo Souza (Porto Alegre) em 24.09.2016 18h13
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
Direita golpista!

Prezado Sr. Abel Araújo, por obséquio, assista o vídeo do link abaixo e responda se possivel: a Ex- PresidentE Dilma faz parte da direita golpista?

https://www.youtube.com/watch?v=84FzyZZVE0s

Sds.

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 24.09.2016 15h58
Conteúdo: "Justiça considerou irregular a última pesquisa eleitoral divulgada pelo JP"
Dica,

Considerar características socioeconômicas como nível de instrução dos moradores pode não ser o ideal, pois as ''economias'' de uma pessoa, são condições que envolvem , elementos, circunstâncias e fatores sociais, não necessariamente grau de instrução.
Eu particularmente conheço pessoas que moram em bairros considerados abastados aqui na minha cidade que tem um grau de instrução mínimo, quase analfabetos.
Ficaram ''ricos'' (enricaram) porque tiveram tino para o negocio, receberam uma herança polpuda ou até mesmo forma acompanhados pelo sorte.
Fica a dica!

Expandir +comentar
Jose Gladimir Lopes
Jose Gladimir Lopes (Cachoeira do Sul) em 24.09.2016 13h35
Conteúdo: "Justiça considerou irregular a última pesquisa eleitoral divulgada pelo JP"
PESQUISA ELEITORAL

podemos dizer que realmente foi tendenciosa a tal pesquisa. pois nao cumpriu legislaçao , justamente para dar uma direçao diferente ao resultado da mesma . na verdade nos ultimos anos pesquisa serve para quem tem mais dinheiro para pagar.

Expandir +comentar
Vilnei Garcia Herbstrith
Vilnei Garcia Herbstrith (Porto Alegre) em 24.09.2016 13h34
Conteúdo: "Justiça considerou irregular a última pesquisa eleitoral divulgada pelo JP"
ERROS ACONTECEM.

QUERO DEIXAR AQUI A MINHA MAIS SINCERA CERTEZA DE QUE OS ERROS EVENTUAIS DA PESQUISA FORAM INVOLUNTÁRIOS E JAMAIS POR MÁ FÉ. ISTO ACONTECE. ACHO QUE DEVERIAM FAZER OUTRA IMEDIATAMENTE CONVIDANDO INCLUSIVE AUDITORES OU REPRESENTANTES DOS VÁRIOS PARTIDOS PARA MOSTRAR QUE O TRABALHO SEMPRE VISA SER HONESTO E DE BOA FÉ. AFINAL JÁ HÁ UMA HISTÓRIA TODA DO JORNAL QUE COMPROVA QUE HÁ IDONEIDADE. E COMO DISSE ERROS ACONTECEM. ABRAÇO A TODOS.

Expandir +comentar
Lecino  Ferreira
Lecino Ferreira (Chácara) em 24.09.2016 11h02
Conteúdo: "Sérgio Ghignatti abre 9 pontos de diferença sobre Oscar Sartório"
PTruculencia?

PTruculência foi o que esses FDP dos PTralhas fizeram com a população pobre do Brasil - tornou-a exPTremamente MISERÁVEIS.
Essa ORCRIM comePTeu crime contra a humanidade.
Mas tudo se ajeita; a cadela voltou pro canil, o gambá fedorento e pestilenPTo já agoniza e não fala mais coisa com coisa. Vai ser preso e, como é um arquivo vivo, terá sua passagem para os quinPTos dos infernos.
Depois será a vez dos asseclas. Os deste fórum nós, os Brasileiros de Bem, vamos mata-los de raiva e gozação...huáhuáhuá...huáhuáhuá...huáhuáhuá

Expandir +comentar
Delmar  Pereira
Delmar Pereira (Cachoeirinha) em 24.09.2016 10h53
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
Aos críticos,

A falência do ensino no Brasil, impôs urgência de reforma por Medida Provisória.
Esquecem os críticos que a discussão da reforma do ensino no Congresso Nacional, já dura cerca de cinco anos sem sair do lugar..
“Por que optar por medida provisória se havia um projeto de lei no Congresso é a pergunta que todos fazem.
A decisão foi tomada, principalmente, em decorrência da urgência do problema do ensino médio no País. Nos últimos anos, o fracasso do ensino médio brasileiro (basta olhar o nível de alguns que se dizem professores, quando no entanto só sabem pregar moral de cuecas, uns verdadeiras ''reclamões'') é um dado da realidade apontado por todos os especialistas da área” que foram na ocasião da apresentação da lei no congresso..
Portanto, urgia a necessidade de alguém se fazer alguma coisa para mudar, e o Presidente (com ''e'' no final da palavra) Temer (deixando claro que não votei nele) que tem os cuiões roxos, emitiu a MP para mudar de a tal da Pátria ''desucadora'' para Educadora, é muito simples assim!
Os críticos já deveriam saber sobre isso (a grande maioria são mestres), no entanto ficam por aí destilando veneno, o bom mesmo seria colocarem a viola no saco e saírem de ''costas'' para pensarem que estão chegando kkkkkkkk.
#O Brasil já está mudando!

Expandir +comentar
Carlos Ramos Machado
Carlos Ramos Machado (Cachoeira do Sul) em 24.09.2016 00h45
Conteúdo: "Novo ensino médio ampliará a carga horária"
MAIS UMA RAZAO...

....para a reforma do ensino é esta enxurrada de criticas à forma como o governo esta propondo-a, via MP e não DL, ora, senão vejamos, a mais de tres anos purga no congresso um DL modificando o ensino no Brasil e não se chega nunca a um denominador comum, no entanto os últimos índices são alarmantes além de preocupantes, então urge a apresentação de alguma proposta que torne viável estas mudanças, que seja via MP uma vez que toda e qualquer MP precisa ser votada, pode e deve ser emendada, complementada, aprovada ou não. Não leram, os críticos, a MP e se a leram não souberam interpretar o que é deveras preocupante, estão afirmando categoricamente que não mais serão obrigatórias disciplinas como educ. física, historia e artes. Não é nada disto e quem assim afirma usa de ma fé e age movido pelo ranço politico ideológico tao nocivo a este Pais. A nova Base curricular Única que devera vigorar no Pais determina a obrigatoriedade do ministrar todas as disciplinas atuais ate o final do primeiro ano do Segundo Grau, a partir dai sim o aluno devera optar nestes dois últimos anos do ensino médio se quer ou não ter estas disciplinas já olhando para o futuro, para o curso superior ou tecnológico que ira cursar. Entao não tem nada de supressão aí. A própria imprensa faz confusão, já ouvi colunistas renomados dizerem: "não li a medida provisória... mas, tirar educ física , historia e artes é um retrocesso.", mas se não leram não sabem o que ela explicita e se não lemos não devemos externar opinião absoluta sobre o que desconhecemos em essência e conteúdo. Tem gente importante citando ate desempenhos em Olimpiadas para justificar suas criticas, ora bolas, se dependermos da educ. física hoje ministrada nas nossas escolas vamos ter menos medalhas ainda nas próximas Olimpiadas, nossas escolas não priorizam na disciplina de educ. física nada além de um joguinho de futsal ou futebol de campo, outras modalidades nem pensar, ou porque as escolas não tem estrutura para tanto ou porque os profissionais da área se acomodam diante das dificuldades ou também pela ausência de ginásios poli esportivos que possam usar. Entao usar desempenho em Olimpiada como mote para escamotear ranço politico beira a safadeza, desinformação e mau caratismo. Outra coisa reforma de ensino não se faz de um dia para o outro seja ela proposta por MP ou DL, a implementação disto demora e bastante e ao longo de sua implementação há um leque enorme de discussões que se fazem, e se farão necessários, além dos ajustes via emendas parlamentares as peculiaridades regionais também precisam ser respeitadas e neste tocante a própria base curricular comum da aos Estados um papel importante, portanto as SEC terão que estar atentas, organizadas e atualizadas e efetivamente preocupadas com a qualidade do ensino e não apenas com a politização da categoria de docentes o professor tem todo o direito de ser politica e ideologicamente identificado mas, não tem o direito de querer que os seus alunos pensem ou tenham como certa e correta a sua visão politica e ideológica esta deve ser mostrada como uma variável do complexo sistema politico e ideológico, deve o mestre , acima de tudo, ensinar o seu aluno a pensar e por si so escolher e adotar aquilo que entender por melhor e se for bem preparado se aprender a pensar saberá corrigir suas escolhas e definir-se politica e ideologicamente sem servir como massa de manobra.

Expandir +comentar

Veja os conteúdos mais comentados hoje do Jornal do Povo.

Novo ensino médio ampliará a carga horária
3 comentários +comentar
Brigada Militar prende suspeito de tráfico na zona norte
1 comentários +comentar
Pacote para controlar a violência nos Engenhos
1 comentários +comentar
Sérgio Ghignatti abre 9 pontos de diferença sobre Oscar Sartório
1 comentários +comentar
Justiça manda Facebook tirar do ar perfil do Cachoeirense Deprimido
1 comentários +comentar
Reforma do ensino
1 comentários +comentar
Paço Municipal
1 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados durante a semana do Jornal do Povo.

Sérgio Ghignatti abre 9 pontos de diferença sobre Oscar Sartório
41 comentários +comentar
Novo ensino médio ampliará a carga horária
21 comentários +comentar
Caravana da Juventude do PT gaúcho vem a Cachoeira nesta sexta-feira
13 comentários +comentar
Candidato a prefeito tentou censurar pesquisa eleitoral
9 comentários +comentar
Ghignatti esclarece na propaganda eleitoral que dinheiro do PAC é conquista dele
8 comentários +comentar
Morre o jovem esfaqueado na área dos engenhos
7 comentários +comentar
Grêmio perde antes da chegada de Renato Portaluppi
5 comentários +comentar
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2016 - CAZO
5 comentários +comentar
Justiça considerou irregular a última pesquisa eleitoral divulgada pelo JP
4 comentários +comentar
Jovem é esfaqueado em briga nos Engenhos
4 comentários +comentar
Colégio Marista conquista nove prêmios no Festival Robótica
4 comentários +comentar
Justiça manda Facebook tirar do ar perfil do Cachoeirense Deprimido
3 comentários +comentar
Tradição de família
3 comentários +comentar
Cachoeira do Sul foi reprovada no Ideb
3 comentários +comentar
Balardin promete novo cemitério para Cachoeira do Sul
3 comentários +comentar
Zimmer e Mariana trocam acusações
3 comentários +comentar
Acafutsal perde por 4 a 2 para a Assaf e cai para a Série Prata
3 comentários +comentar
Marlon voltou a pedir votos para Ghignatti na propaganda eleitoral na TV
2 comentários +comentar
Leandro Balardin é o que tem a campanha mais cara da cidade
2 comentários +comentar
Vereadores aprovaram mudanças na Lei do Parcelamento do Solo
2 comentários +comentar

Veja os conteúdos mais comentados do Jornal do Povo.

Dilma e Aécio aparecem empatados em segundo turno
787 comentários +comentar
Fundador do PT de Cachoeira diz que Mensalão nunca existiu
695 comentários +comentar
Manifestação anti-Dilma volta no dia 12
510 comentários +comentar
Dilma e Marina estão empatadas com 34% na pesquisa Datafolha
296 comentários +comentar
Movimento do Bolo mostrou as dificuldades financeiras das prefeituras
274 comentários +comentar
Cachoeira na caminhada contra o PT
206 comentários +comentar
Dilma é reeleita na disputa mais apertada da história
190 comentários +comentar
Dilma e Aécio estão iguais
187 comentários +comentar
Tarandine morre em acidente de trânsito em Caxias do Sul
167 comentários +comentar
Mobilização contra Dilma reúne 150 pessoas em Cachoeira do Sul
160 comentários +comentar
FUMO E MEIO AMBIENTE
158 comentários +comentar
Vexame das arábias
154 comentários +comentar
Empresário mata cão de vizinha com enxadada na Vila Verde
146 comentários +comentar
Protesto anti-Dilma no domingo será a pé
139 comentários +comentar
Pesquisa do Datafolha aponta Dilma com 34%, Aécio 19% e Campos 7%
131 comentários +comentar
Comandante da Brigada estimou o público do protesto
126 comentários +comentar
Cidade perde representação
123 comentários +comentar
Partido dos Trabalhadores completa 36 anos nesta quarta-feira
123 comentários +comentar
Novo Fora, Dilma começa a ser organizado para o dia 16
122 comentários +comentar
Será que não existe nada de totalmente errado no mundo?
120 comentários +comentar

Guiafone

Quer seu número no Guiafone JP?

É muito fácil inserir seus dados de contato no GuiaFone. Clique em uma das opções abaixo.

Cadastro Residencial Cadastro Comercial Mais informações
Entre em contato pelo email
guiafonejp@jornaldopovo.com.br
Ou ligue para
(51) 3722-9634

JP no Facebook